13/09/2017


Gastrite – O que é? Quais os sintomas e tratamento?

A gastrite é uma doença que afeta muitas pessoas. Ela tem diversas possibilidades de causas, mas a principal delas, e a mais recorrente, é a causa do estresse. Pessoas que são muito estressadas acabam tendo como consequência problemas estomacais, dentre eles a gastrite.

Normalmente, a gastrite é provocada devido a uma infecção, inflamação ou até mesmo uma erosão no local, o que gera em redução na produção de enzimas e ácidos gástricos no corpo, proporcionando ao sujeito momentos de desconforto. É preciso que a pessoa compreenda mais sobre o problema para então buscar uma solução.

Afinal, a gastrite por provocar dores e sensações de incomodo no corpo podem ser confundidas, facilmente, com dores de barriga por exemplo. Sendo assim, é importante que você saiba mais sobre o que está sentindo para então poder classificar. E nunca se esqueça de buscar ajuda médica.

POSSÍVEIS CAUSAS DA GASTRITE

Pesquisadores sobre o assunto identificaram os seguintes fatores como possíveis causas da gastrite:

·         Alcoolismo,

·         Doenças autoimunes,

·         Estresse,

·         Idade,

·         Pessoas infectadas com o vírus do HIV (causador da Aids).

·         Uso de drogas, como o caso da cocaína,

·         Uso prolongado de anti-inflamatórios não-esteroides (AINEs) – por exemplo, a Aspirina e o Ibuprofeno,

Certas situações onde o paciente passou por lesões traumáticas, radiação, queimaduras graves, cirurgia e doença crítica também podem gerar a gastrite.

PRINCIPAIS SINTOMAS DA GASTRITE

Essa é uma doença que pode surgir de forma silenciosa, ou seja, não apresentar sintomas logo de início, apenas quando a situação estiver avançada é que a pessoa começa a sentir os sintomas.

Entretanto, podemos dizer que a gastrite, normalmente, está associada aos seguintes sintomas: azia, má digestão dos alimentos e uma sensação de incomoda de queimação na região do estomago.

De qualquer forma, um médico deve ser consultado a fim de definir exatamente os sintomas e confirmar se é ou não um quadro de gastrite.

COMPLICAÇÕES DA GASTRITE

Quando a gastrite não é tratada de forma correta e desde o início, pode trazer complicações na vida do sujeito, como:

·         Gastrite atrófica (destrói as células do revestimento do órgão, podendo levar a dois tipos de câncer – o gástrico e o linfoma do tecido linfoide relacionado à mucosa gástrica),

·         Pólipos gástricos,

·         Sangramento no estômago.

·         Tumores gástricos benignos e malignos,

·         Úlcera péptica,

TRATAMENTO PARA GASTRITE

Para realizar uma internação em problemas como a gastrite é necessário que o paciente comece por uma balanceamento no consumo de alimentos ácidos. É muito comum os médicos iniciarem recomendado a diminuição até parar o uso de bebidas alcoólicas e também do tabagismo, dois elementos que não combinam para quem tem gastrite.

Além disso, é recomendado o consumo de medicamentos capazes de equilibrar os ácidos presentes no estomago, tais como: H2, antiácidos e inibidores bombas de prótons (IBP), pantoprazol, omeprazol, iansoprazol, rabeprazol e esomeprazol.

Os medicamentos citados são de prescrição médica, os quais devem ser consumidos de acordo com a orientação do profissional, além disso deve-se tomar cuidado com a forma que irá tomar, pois alguns recomenda-se o consumo em jejum.

Retomando o assunto de alimentos, segue abaixo uma lista de alimentos que não devem falta na sua mesa caso sofra de gastrite:

·         Arroz,

·         Batata e outros tubérculos,

·         Legumes e verduras;

·         Frutas

São alimentos essenciais para quem quer diminuir os sintomas provocados pela gastrite. Entretanto, é preciso se atentar ao preparo desses alimentos, o ideal é fazer ao vapor ou cozinhar. Evite fritura ao máximo.

Outra dica importante é não beber líquidos depois de comer. Isto porque o corpo ficará com a sensação de estar cheio, o que prejudica no processo de digestão natural do organismo. Lembrando também que uma das causas da gastrite é uma bactéria, então, fiquem atento a sua higiene pessoal.

Fonte:www.dicasdesaude.eco.br

Copyright © 2010 ForteFarma. Todos os direitos reservados.